Endodontia

Endodontia é o ramo da odontologia que nos permite tratar a patologia da polpa, que está alojado no tecido sensível no interior do dente.

Quando a polpa é afetada pela cárie ou trauma, é realizado o tratamento endodôntico.

Para este tratamento, temos aparelhos específicos (localizador apical eletrônico) que irão facilitar e otimizar o tratamento.

O dente tratado endodonticamente pode então ser restaurado e conservado durante muitos anos preservando  dentes que de outra forma teriam de ser removidos.

Os sintomas a serem considerados incluem: sensibilidade ao frio ou calor, dor ao mastigar, descoloração dos dentes, edema (inchaço) das gengivas ou face. Mas em alguns casos ocorre sem quaisquer sintomas.

 

Qual é o procedimento?

O endodontista remove o nervo inflamado ou infectado do interior do dente, limpando e desinfetando as raízes por dentro e preenchendo os condutos com materiais biocompatíveis.

 

E o tratamento de canal doloroso?

O medo do tratamento endodôntico é freqüente. No entanto, o procedimento é realizado com técnicas modernas e anestesia altamente eficaz, que torna o tratamento confortável, sem dor

 

Qual o sucesso e durabilidade do tratamento?

A durabilidade da endodontia dependerá principalmente do estado inicial do dente e a restauração ou prótese subsequente protegê-lo, uma vez que estes dentes desvitalizados por serem desidratados são mais frágeis e propensos a fratura. Assim, desde que um canal radicular é feito deve-se em seguida ser restaurado para aumentar a longevidade do tratamento.

Tratamentos de endodontia têm mais do que 95% dos casos bem sucedidos, embora raramente a complexidade anatômica dificulte o êxito do tratamento.