Toxina Botulínica

 

 

 

 

 

 

 

 

O que é a Toxina Botulínica?

A toxina botulínica conhecida popularmente como BOTOX® é uma substancia líquida, estéril e liofilizada. A principal ação dessa droga é bloquear a liberação do neurotransmissor acetilcolina, responsável pela contração muscular, secreção salivar e das glândulas sudoríparas.

 

Usos da toxina botulínica:

Embora a toxina botulínica seja amplamente conhecida pela sua utilização cosmética  no tratamento de rugas e marcas de expressão facial, grande parte de sua utilização é dirigida para o uso terapêutico como tratamento da hiperidrose (sudorese excessiva), sialorréia (salivação excessiva), certos tipos de distonia, algumas cefaléias crônicas e várias indicações na odontologia.

 

Indicações de tratamentos da toxina botulínica na odontologia:

 

Bruxismo – A hiperatividade dos músculos da mastigação desencadeia o atrito entre os dentes durante o sono ou apertamento durante o dia, causando o seu desgaste e dor. A Toxina Botulínica age relaxando os músculos da mastigação que estão em hiperfunção, principalmente o masseter e o temporal. Ao aplicar a toxina, a tensão diminui e, assim, o músculo não tem mais força suficiente para promover o atrito entre os dentes, devolvendo-lhe o estado de normalidade. O procedimento é seguro e não há qualquer comprometimento motor da boca. É um tratamento eficiente, feito em alguns minutos com agulha fina, como a usada para aplicar insulina, e com alto grau de satisfação relatado pelos pacientes, salienta.

 

 

 

Sorriso gengival – disfunção em que a gengiva é exposta em excesso quando a pessoa sorri. A toxina é aplicada nos músculos responsáveis pelo sorriso, até parar de expor a gengiva excessivamente. “Uma das maiores vantagens é que o paciente não necessita ser submetido a procedimento cirúrgico em grande parte dos casos”.

 

 

 

Implantes Dentários – A toxina botulínica é muito útil ainda na preparação dos músculos da boca do paciente que vai fazer implante dentário. A substância ajuda no relaxamento da musculatura, o que favorece a adaptação ao uso de próteses dentárias e o que melhora as condições de osteointegração dos implantes.

 

 

 

Dor orofacial – sensação dolorosa provocada por alterações na articulação que liga o maxilar à mandíbula (ATM). Nessa região está localizado um complexo sistema de músculos, ligamentos e ossos. A toxina será aplicada diretamente no músculo onde está localizada a dor, evitando-se assim os indesejados efeitos colaterais do uso de medicamentos.

 

 

 

Reabilitação de pacientes com assimetrias – pacientes que tiveram derrame (avc), submetidos a intervenções cirúrgicas, e tratamento oncológico por muitas vezes apresentam falta de harmonia facial e dentária. Com a reabilitação protética quando necessário as aplicações do medicamento gradativamente podemos normalizar sorrisos que elevam mais um lado do lábio superior do que o outro e assimetrias e recompor a harmonia do sorriso.

 

 

 

Cefaleias – a toxina também auxilia no tratamento das cefaleias tensionais, relacionadas ao estado de tensão e sobrecarga, resultante de contratura da musculatura da mastigação. O uso da toxina prolonga o espaço entre as crises.

 

 

 

 

Reabilitação de pacientes com assimetrias – pacientes que tiveram derrame (avc), submetidos a intervenções cirúrgicas, e tratamento oncológico por muitas vezes apresentam falta de harmonia facial e dentária. Com a reabilitação protética quando necessário as aplicações do medicamento gradativamente podemos normalizar sorrisos que elevam mais um lado do lábio superior do que o outro e assimetrias e recompor a harmonia do sorriso